segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Os mais machistas das novelas

Relembre quais são os personagens machistas que mais marcaram a teledramaturgia nacional. 'Vou lhe usar'. Como Não lembrar da frase machista mais famosa de 2012? Em ‘Gabriela’, o Coronel jesuíno matou Dona Sinhazinha e o dentista Osmundo depois de flagrar uma traição da esposa. /Divulgação Globo



Impossível esquecer o personagem de Dan Stulbach, o Marcos de Mulheres apaixonadas. Ele não aceitava o fim do relacionamento com Raquel (Helena Ranaldi) e agredia a mulher com as famosas ‘raquetadas’. /Foto: Reprodução




O divertido Otávio de ‘Guerra dos Sexos’ faz de tudo para provar a superioridade do sexo masculino nos negócios trapaceando sua prima Charlô, vivida por Irene Ravache.


O inesquecivel Baltazar de ‘Fina Estampa’ é o clássico machista. Ele proibia a filha Sol (Carol Macedo) de seguir carreira como dançarina de funk e ainda agredia sua mulher Celeste (Dira paes).




O cruel Clóvis de ‘O Profeta’ se fazia de inocente e recatado na frente da filha, mas seduzia as mulheres pelo seu dinheiro e foi capaz de diversas atrocidades para se casar com Sônia (Paola Oliveira), que não se rendeu a seus presentes e conquistas.



Em ‘Insensato Coração’, o empresário Cortez (Herson Capri) proibiu a mulher Natalie Lamour (Deborah Secco) de aceitar vários trabalhos e ainda humilhou a esposa diversas vezes.




O Léo de ‘A Favorita’ não cansava de maltratar e desrespeitar sua esposa Catarina (Lilian Cabral). O personagem de Jackson Antunes obrigava a mulher a satisfazer todas as suas vontades.



O Said de ‘O Clone’ pode até ter algumas influencias culturais, mas exigia total subordinação e obediência de suas esposas Jade (Giovanna Antonelli) e Ranya (Nívea Stelmann). 





0 comentários:

Postar um comentário

 

About

Site Info

Inteligente Online Copyright © 2009 Community is Designed by Bie Converted To Community Galleria by Cool Tricks N Tips